Pontos Turísticos




 

 

NOSSA CIDADE ESTÁ NO ROTEIRO DO "CAMINHO DA FÉ"

POSSUI FORTE APELO AO TURISMO RELIGIOSO. COM SUAS INÚMERAS IGREJAS E CAPELAS, COM SUAS

TRADICIONAIS FESTAS NOS BAIRROS RURAIS; FESTA DO PADROEIRO, SÃO JOSÉ; FESTAS DE SANTO

ANTONIO E DE SÃO GERALDO, ALÉM DO VENERADO MONSENHOR DUTRA E FREI CAETANO.

 

 

 

 

IGREJA MATRIZ DE SÃO JOSÉ

Construída no inicio do século passado, é o ponto central de nossa cidade. Todo seu interior foi restaurado recentemente, revelando as lindas pinturas originais ali existentes.

O auge dos movimentos religiosos como as Filhas de Maria, a Liga Católica, Missões Religiosas, dentre outros, ocorreu na década de cinquenta e sessenta. Movimentos que reunia centenas de pessoas de todas as idades, de toda a região.

Grande centro de celebrações religiosas, como casamentos, batizados, crismas, o terço dos homens, adoração ao santíssimo. O sino centenário em sua torre marca as horas com suas batidas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Igreja de Santa Edwiges


Dra. Terezinha, digníssima promotora pública, devota da santa, foi quem construiu essa igreja, na entrada do bairro Lava-pés. Inaugurada em junho de 2014. Estilo arquitetônico moderno, das igrejas do início do século XX.

Rica construção, com excelente infraestrutura para festas e comemorações.

Local ideal também para elevar suas preces, pedir e agradecer pelas bênçãos recebidas.

 

 

 

 

 

 

 

 

Igreja de Santo Antônio

Construída na década de oitenta, quando aquele novo bairro surgiu para abrigar os trabalhadores da indústria, o santo mais popular do Brasil, Santo Antônio, foi escolhido para ser o padroeiro.

No mês de junho, a Novena de Santo Antônio prepara os fiéis para a tradicional festa, com bingo, comes e bebes, além das preces.

Possui ainda, um amplo salão para festas e para atividades da comunidade, como catecismo e pastoral.

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

IGREJA DE NOSSA SENHORA APARECIDA - DO ASILO SÃO VICENTE DE PAULA

 
Construída no final da década de vinte, faz parte do conjunto arquitetônico do Asilo São Vicente de Paula.

Por várias décadas, as irmãs vicentinas ali trabalharam e oravam suas preces nessa pequena igreja.


Muitos casamentos são ali realizados. Possui um amplo salão ao lado, apropriado para festas.


No silêncio daquele local, algo nos convida a elevar uma prece!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CAPELINHA DE SÃO GERALDO MAGELA


Essa pequena capela, restaurada em 2014, está ali, na Marechal Deodoro, pouco antes do Paço Municipal, há mais de cento em cinquenta anos. Dedicada a São Geraldo Magela, é local de muitas preces.


Toda segunda feira reza-se o terço, às 20h00. No dia vinte e quatro de cada mês, é distribuído o pãozinho bento, para os devotos.


Na sua simplicidade acolhedora, nos conduz, por alguns minutos, a um estado de êxtase que nos faz sentir a presença de algo espiritual, forte, apaziguador. Por ali encaminhamos nossas preces e gratidão pela graças que recebemos a cada dia.

 

 

 

 

 

 

 

CAPELA DO HOSPITAL

 

 

O hospital foi criado por Frei Caetano, em l876. Em 1914, houve a reforma, que o ampliou, possibilitando maior atendimento. Em 1944 foi construído o atual prédio. Foi nesse momento que também surgiu a pequena capela.


Local aconchegante, aonde médicos, enfermeiras e muitos pacientes vêm pedir as bênçãos divinas, para enfrentarem as situações especiais com que defrontam. Desse local abençoado, forças espirituais reconfortam a todos que as buscam com fé.


Uma linda pintura da fonte de Lázaro fortalece nossa fé, trazendo-nos ânimo, inspirando-nos gratidão pelo que temos e somos.

 

 

 

 

 

 

 

CAPELA DA SOLEDADE


Na praça do larguinho - Praça "Tiradentes" - encontra-se a capela da Soledade. Segundo relatos, essa capela abriga a primeira imagem religiosa a chegar a nossa cidade. Uma imagem de Nossa Senhora da Solidade, talhada em madeira, vinda de Portugal, no século IXX. Pra ela foi erguida a primeira capela do vilarejo.

 

Nossa Senhora da Soledade, por ter sofrido intensa solidão, ao sentir a perda do Filho, é aquela capaz de compreender o sofrimento e de socorrer todas as pessoas com depressão, aliviando a dor, a tristeza, a solidão, trazendo de volta a fé, a esperança e ânimo de viver, quando a ela se recorre com humildade e fé.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ERMIDA DA MÃE RAINHA


Fundada em 2012, na Avenida Guarda Mor Carneiro, próxima à Casa da Criança, é uma capela em acrílico, muito atraente e aconchegante.

 

Sentindo-se nos braços da Mãe Rainha, os devotos elevam ali suas preces, em busca de alguma bênção especial ou gratidão pelas graças recebidas.

 

É mais um local sagrado, onde buscamos forças para superarmos os desafios que encontramos pela vida.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CAPELA DOS MARTINS


A CAPELA DOS MARTINS, dedicada à Nossa Senhora do Rosário local de festas tradicionais, com o famoso leilão de prendas e de bezerros, além do bingo beneficente.


No centro de uma pequeníssima vila, ao lado da estrada por onde passam os peregrinos que fazem o Caminho da Fé. É um local tranquilo, ideal para pousadas.


Nos arredores, a menos de um quilômetro, encontra-se a Cascata do Porto, além de outra pequena cascata, um pesqueiro e a mais linda cachoeira da região.

 

 

 

 

 

CAPELA DE SANTA VITÓRIA


Sobre uma colina, você tem uma vista deslumbrante!

Ali, bem isolada, silenciosa, sempre acariciada por uma brisa.


Local ideal para uma pousada, ali ao lado, para atrair religiosos para seus retiros anuais, também para esotéricos, que apreciam o silêncio da natureza, diante de paisagens singulares.


Todo ano, no dia 15 de agosto, o silêncio é quebrado. Celebra-se a tradicional festa de Santa Vitória, com leilões, bingo e muitas orações.


Peregrinos viajam quilômetros para participar da belíssima festa e apreciar a queima de fogos.


Ao lado, está a casa dos milagres onde ficam as lembranças das graças alcançadas.

 

 

 

CAPELA DA SERRA DOS PEREIRAS

Dedicada à Nossa Senhora Aparecida, é a única capela do Município que foge ao padrão arquitetônco das demais.

Todo mês de maio é celebrada a festa à Mãe padroeira.

Reza-se terço durante a novena, nos três dias festivos, muita música, bingo, leilão de prendas e de bezerros, além das preces.

CAPELA DO BAIRRO DOS JACINTOS

Dedicada à Nossa Senhora Aparecida. As festividades acontecem no mês de maio, dedicado à Mãe Padroeira.

São três dias festivos. Nos dois primeiros dias, as celebrações acontecem à noite, com preces e bingo beneficente.

No dia principal, as comunidades vizinhas chegam em procissão com andores dos santos, para participarem 

da missa festiva.

Após a mesma, vem a queima de fogos, o leilão de  bezerros e o bingo, com variedade de prendas, que vai dos tradicionais Cartuchos recheados com doces caseiros;  frangos e leitoas assadas, deliciosas roscas caseiras, vinho e grande variedade de utensílios domésticos.

 

 

CAPELA DA PEDRA BRANCA

Esta pequena capela, dedicada a São Sebastião e o local onde os devotos do bairro elevam suas preces. Muitas crianças recebe aqui o Sacramento do Batismo.

Anualmente, aconte a tradicional festa dedicada ao padroeiro. 

Está à margem da estrada por onde passam os devotos caminhantes  que trilham o Caminho da Fé. Local ideal para uma paradinha, refrescar-se com a água potavel, direta da mina e elevar uma prece.

 

CAPELA DO BAIRRO E ÁREAS

Essa capela é dedicada a São Benedito.

Todo ano, no mês de  Julho, celebra-se a tradicional festa. Muitas atrações, como bingo, leilão de prendas e de bezerros, música, acontecem durante os três dias festivos.

No dia principal, após a missa, é também servido almoço.

Uma vez por mes, pelo menos, é celebrada a Santa Missa.

 

CAPELINHA DO RIBEIRÃO VERMELHO

Nossa Senhora Aparecida é a padroeira do lugar. 

 

 

 

CAPELA DA PONE DO NENECO

Dedicada ao Sagrado Coração de Jesus, onde os devotos elevam  suas preces.

Anualmente a tradicional festa com leilão de prendas e de bezerros, além de bingo e muita música, acontece.

Pelo menos uma vez por mês, é celebrada a Santa Missa.

CAPELA DO BAIRRO DA LAGOA

Essa é mais uma capela do município dedicada à Nossa Senhora Aparecida. 

A imagem da Padroeira em relevo, ali em destaque, fo obra do artista e escultor Dimas Cândido.

 

 

CAPELINHA DO URUGUAIA

Nossa Senhora das Graças é a rainha dessa singela capela, toda comunidade pelo menos uma vez por mês, ali se reúne, para a Santa Missa. 

 

 

 

 

 

CAPELINHA DO VARJÃ0

 

O melancólico sinhinho se destaca, no silêncio do abandono.

Saudade de uma época em que a população rural era numerosa e fervilhava toda estrada em frente à pequena capela.

Em dias especiais, rezava-se ali o terço à Nossa Senhora.

Diante dessa humilde capela, vislumbra-se a impactante paisagem do belo Varjão de Áreas.

 

CAPELA DO BAIRRO DA BOMBA

Ali, às margens da estrada que liga Paraisópolis à Consolação, avistamos essa capela construida pela comunidade do Bairro  da Bomba.

Como nas demais capelas, é celebrada a festa dedicada a São João Batista

 

 

 

 

 

CRUZEIR0

O cruzeiro de Paraisópolis está no ponto mais elevado, a mais ou menos um quilometro do CIT.

Esse conjunto paisagístico foi sendo estruturado a partir da década de oitenta. Hoje é um lugar calmo, com a via de acesso arborizada, por onde passa a procissão, em Via Sacra, realizada na madrugada da Sexta Feira da Paixão. Quem participa uma vez, não vai querer perder as próximas.

Lugar ideal para apreciar o nascer e o por do sol. Uma pequena capela para orar ao Senhor.

Dali ouve-se um pouco do ruído da cidade a se misturar ao cantar dos pássaros e ao soprar da brisa.


Lugar excelente para a prática da meditação.

 

 

NOVO CRUZEIRO

Com o crescimento da cidade em direção a Conceição dos Ouros, com o surgimento de novos bairros, em uma montanha, acima do Bairro Novo Horizonte II, a 1.062m de altitude, algo chama a atençao...

Em 2005, alguns devotos cravaram no alto desse morro uma Grande Cruz. Dali deslumbra-se uma vista magnífica da cidade e dos arredores. Local privilegiado para se apreciar o nascer e o por do sol.

Nos arredores, grandes árvores oferecem suas sombras, para se refrescar durante o verão; uma grande laje de granito se oferece para te aquecer durante os dias frios de inverno...

Ao pé da Santa Cruz, vale deixar preces em gratidão pelas riquezas com que somos presenteados a cada novo dia que vivemos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

    ATRAÇÕES TURÍSTICAS ARQUITETÔNICAS, NA CIDADE E ARREDORES.

 
NOSSA CIDADE, APROXIMANDO-SE DE SEUS CENTO E CINQUENTA ANOS, VEM PRESERVANDO DIVERSAS

OBRAS ARQUITETÔNICAS, ALGUMAS JÁ CENTENÁRIAS, TOMBADAS COMO PATRIMÔNIO HISTÓRICO DO

MUNICÍPIO. OUTRAS, COM SUAS CARACTERÍSTICAS PECULIARES, CHAMAM-NOS A ATENÇÃO.

 

 

 

 

 

 

 

 

PAÇO MUNICIPAL

De estilo majestoso, construído na década de vinte para abrigar o Fórum, está tombado como Patrimônio Histórico do Município.

Hoje, é onde está a sede do Executivo. Seus dois pavimentos estão divididos em mais de dez salas. Dentre elas, destaca-se o Gabinete do Prefeito. Todos seus principais assessores trabalham ali.

Esse prédio, além de ter a galeria com fotos de quase todos os prefeitos que administraram nossa cidade, possui também um rico acervo das obras de Amílcar de Castro.

 

 

 

 

PRAÇA CENTENÁRIO.

Podemos chama-la de praça dos "dois poderes", ali estão a sede do Poder Executivo e o Fórum da Comarca. De frente ao Paço Municipal, do outro lado da praça, está o Clube Recreativo da Sociedade Paraisopolense.

Essa praça, totalmente reformulada para a comemoração do centenário da cidade – fato que lhe deu o nome – possui um obelisco com oito metros de altura; seu piso possui partes verdes e outras ladrilhadas em níveis diferentes.
O conjunto forma um belo cartão postal.

 

 

 

CASARÃO DAS IRMÃS CARVALHO

Sede de uma antiga fazenda de gado leiteiro, bem ao estilo das fazendas do início do século XX. Majestosa, na entrada sul da cidade, é convidativo a uma parada.

Hoje, restaurada e transformada na Casa da Cultura da cidade. Em uma de suas salas, peças antigas, lembranças do passado de nossa cidade, são preservadas.

As pinturas em suas paredes foram restauradas, mantendo o estilo de sua época dourada.

 

 

TÚNEL DA ANTICA ESTRADA DE FERRO

Sob a montanha que faz a divisa de município entre Paraisópolis e Brazópolis existe um túnel de 180m de extensão. Foi construído no início do século passado, com a força dos braços, em nossa região, naquela época, não havia tecnologia mais moderna para escavar túneis...

Na sua entrada, era lugar de parada obrigatória para as locomotivas marias-fumaça se reabastecerem com água para suas caldeiras. Ficou, por muito tempo, totalmente abandonado. É uma riqueza arquitetônica, ali encravada há mais de um século. De frente à sua entrada, ao avistar a luz lá do outro lado, sentimos uma sensação ímpar, surpreendente!

 

 

MERCADO MUNICIPAL

De ponto de encontro e de descanso para as tropas que por aqui passavam; local onde se leiloavam os escravos trazidos para as fazendas de nossa região, há mais de cento e cinquenta anos, hoje é um centro comercial com açougues, bancas de frutas e legumes, armazéns e as bancas do famoso "pastel do mercado".

Peregrinos, turistas e visitantes encontram algumas variedades apreciáveis. Mogango mineiro, verduras fresquinhas e o nosso famoso e legítimo queijo mineiro, além, é claro, dos incomparáveis, famosos e saborosos pasteis, montados e fritos na hora, com mais de cem anos de tradição.

 

FÁBRICA DE CACHAÇA (Bairro Lagoa)

No início do século passado, surge a Fazenda Santa Luzia, do senhor João Pereira de Faria.

Seu inquieto filho, Joao Pereira Dias, conhecido como "João da Amélia", tinha a ideia fixa de montar ali um engenho.


Em 1916 concretiza sua ideia e nasce a famosa cachaça "AMÉLIA", prestigiada no Sul de Minas e Vale do Paraíba.

Hoje, atração imperdível! Passar por ali, conhecer a centenária fazenda, degustar aquele gole ali mesmo, na torneira do tonel... Com certeza, ter-se-á lembrança de um momento memorável!

 

 

 

 

 

 

PRAÇA DA CADEIA


A uns trezentos metros do CIT, em frente ao Hotel Recanto, está uma pequena praça arborizada. Uma quadra poliesportiva e um miniparque para as crianças se divertirem completam o conjunto.

 

A alguns metros acima, onde hoje se encontra a sede do SAAE, existia a cadeia pública construída na década de 1920, demolida no final dos anos oitenta, foi o que deu nome a essa bucólica praça.
O sino da antiga cadeia faz parte do acervo do Museu da cidade.

 

 

 

 

 

PARQUE MUNICIPAL "ANTÓNIO FELIX TEIXEIRA" (PERNILONGÃO)

Quer apreciar um local ideal para caminhada? Ou um parque arborizado com sombras refrescantes? Observar a calma das águas de um pequeno lago?


Visite esse pequeno parque, a duzentos metros da praça central, próximo ao Hotel Serras de Minas.


Criado no final da década de noventa, esse parque tem o dia de maior movimento, na quinta feira santa, quando a população disputa palmo a palmo um lugar, à margem do lago, para pescar. Centenas de quilos de peixes são ali soltos pela prefeitura, para a alegria da população mais carente.

 

 

 

PARQUE MUNICIPAL "MARIA BRAGA CABRAL"


A três quilômetros da cidade, no bairro Ribeirão Vermelho, no local onde funcionou, por meio século, a hidrelétrica que fornecia energia para a cidade, hoje se encontra esse maravilho parque.


Construído na década de oitenta, ao lado do Clube de Campo da cidade, possui uma cascata para se banhar, uma grande piscina e uma piscina para a criançada e quadras poliesportivas. Subindo por uma escada de 172 degraus, você tem uma vista panorâmica de todo o parque.


Lugar ideal para fazer churrasco com os amigos; jogarconversas fora; parada para uma boa leitura. Do clube ao lado, já tradicional, tem início a Caminhada Poética, relembrando nosso saudoso Carlos Drummond.

 

 

ANTIGA USINA HIDRELÉTRICA

Na realidade, restou a escada de pedra com seus cento e setenta e dois degraus, por onde os operários subiam até às comportas de onde saía o grande cano com água para pressionar a turbina.

Ficou também o casarão das máquinas, onde hoje está o bar/ restaurante da Área de Lazer "Maria Braga Cabral", onde funcionava a turbina geradora e abrigava todos os demais equipamentos.

Com a chegada da CEMIG, em 1969, todo maquinário foi leiloado, deixando apenas lembranças. Hoje, as águas que ali escoam jamais seriam capazes de acionar a grande turbina, estaríamos no Escuro!

 

 

 

 

 

PISTA DE MOTOCROSS

Cravada ali no morro, próxima ao Hotel Serras de Minas, saída para Conceição dos Ouros, está a atrativa Pista de Motocross.

Semanalmente alguns apreciadores desse esporte passam por ali.

Uma vez ao ano, dezenas de praticantes, das mais variadas categorias, vindos de lugares distantes fazem a poeira levantar e a lama se espalhar, para delírio da galera.

 

 

 


 

 

 

 

ESTÁDIO MUNICIPAL

No início do século passado, com a chegada do trem a Paraisópolis, noticias da capital chegavam mais rapidamente. Falava-se do nascimento de alguns clubes, como Flamengo, Botafogo, etc.

O futebol começou a se estruturar em nossa cidade por volta de 1912, em 1915 já existia um clube.

O Esporte Clube São José foi criado em 1º. De outubro de 1919 e, com ele, o campo gramado. No final dos anos quarenta, foi o período em que nosso clube mais brilhou na região, conquistando vários campeonatos, liderado pelo prof. Helcias Rocha.

Hoje é Estádio Municipal "Último de Carvalho", do Esporte Clube "São José". Sua pequena arquibancada foi construída na década de setenta.

 

 

 

 

 

NOSSAS BELEZAS NATURAIS


O MUNICÍPIO DE PARAISÓPOLIS POSSUI VASTO NÚMERO DE ATRAÇÕES NATURAIS. UM DOS MUNICÍPIOS COM MAIOR DIVERSIDADE PAISAGÍSTICA DA REGIÃO, CAPAZ DE NOS ENCANTAR E DE NOS PROPICIAR MOMENTOS INESQUECÍVEIS.

EXISTEM AQUELES QUE NOS DESAFIAM À AVENTURA, OUTROS NOS CONVIDAM AO DIVERTIMENTO E EXISTEM

AQUELES PRÓPRIOS PARA SEREM ADMIRADOS.

 

 

 

PEDRA DE SÃO DOMIGOS

Um dos pontos mais alto do extremo Sul de Minas: a "PEDRA DE SÃO DOMINGOS", o mais fantástico mirante dessas montanhas, a 2050m de altitude.

Nesse ponto, confrontam-se os limites dos municípios de Camanducaia com Córrego do Bom Jesus e com Paraisópolis. É o ponto turístico mais visitado da região, chega-se através de trilhas ou pela estrada com piso de cascalho.

É o local ideal para passar horas curtindo a brisa fresquinha das alturas. Ouvir o som da mata, fotografar, escalar, meditar, sonhar...

 

 

 


CACHOEIRA DOS MARTINS ou DOS HENRIQUES

A exatamente um quilômetro da capela, na pequena vila, encontra-se a encantadora "CACHOEIRA DOS MARTINS". Também conhecida como Cachoeira dos Henriques.

Possui duas grandes piscinas naturais, com uma pequena queda entre elas.

Esse é um lugar ideal para um piquenique com a família, uma vez que há espaços rasos nas piscinas naturais e a correnteza é fraca; possui ainda área gramada ao lado, com sombras frescas e está a poucos metros da estrada, que é muito bem conservada.

Nesse local, toda atenção se faz necessária, para evitar acidentes.

Abaixo das piscinas está o "VEU DAS NOIVAS".

 

CACHOEIRA DOS MARTINS ou DOS HENRIQUES

Abaixo das piscinas está o "VEU DAS NOIVAS". Da estrada, a uns cem metros, você tem uma vista fantástica dessa queda que se perde no verde do vale por onde escorre o rio.

Para os aventureiros, rapel na cachoeira é uma opção imperdível.

Escalar essa queda d'água e seguir pelo rio até à ponte, uns trezentos metros abaixo é um exercício desafiador.

Faz-se necessário estar acompanhado de alguém experiente e fazer uso de equipamentos de segurança.

Apreciar plantas e pássaros que frequentam as margens pode ser uma distração singular.