Sobre Paraisópolis

Paraisópolis está localizada na Serra da Mantiqueira e sua população estimada em 22.000 habitantes. A área é de 332,4 km² e a densidade demográfica, de 66 hab/km². Suas principais atividades econômicas são as indústrias de autopeças, agricultura, pecuária e o comércio. O município conta com boa infraestrutura, estando ligada por meio de boas rodovias ao estado de São Paulo e também a importantes municípios mineiros, como Pouso Alegre e Itajubá.

No relevo, Paraisópolis se encontra localizada em área muito acidentada, nos contrafortes da serra da Mantiqueira. Sua altitude mínima é de 963 m acima do nível do mar, na foz do ribeirão das caveiras, e seu ponto culminante é a Serra da Embira Branca, com 2.050 metros de altitude, localizada na divisa de Paraisópolis e Camanducaia, junto à Pedra de São Domingos. Seus municípios limítrofes são Conceição dos Ouros a norte, Brasópolis a leste, São Bento do Sapucaí (SP) a sudeste, Gonçalves a sul, Camanducaia a sudoeste, Córrego do Bom Jesus a oeste e Consolação a noroeste.

Quem vem a Paraisópolis é recebido de braços abertos por um povo famoso por sua hospitalidade. O Pico do Machadão, que domina a cidade, é um de seus atrativos turísticos, ideal para caminhadas e para a prática de asa-delta e parapente. Nele situa-se o Parque Ecológico do Brejo Grande, uma reserva natural com uma represa a 1500 metros de altitude, considerado o lago artificial mais alto do país.

A Festa de Santo Antônio e a OPIS, Olimpíada Paraisopolense de Inverno e Solidariedade, da qual participam a População local e a das cidades vizinhas, São as suas maiores festas populares. Nos centros culturais, que funciona na antiga estação ferroviária, é possível ao visitante conhecer parte do acervo do seu filho mais ilustre, o escultor Amilcar de Castro, que dá nome ao espaço.

No mercado municipal, o turista pode apreciar os mais famosos pastéis da região, tão conhecido quanto o torresmo da Dona Sebastiana.